Mais Música!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Projeto Cordel - 4° ano




"Projeto Cordel – Refletindo e escrevendo nossa cultura"

Professora: Camila Luana Genaro da Silva Santos

Coordenadora: Elaine Cristina Vidal

Série: 4°ano

Ano: 2010


JUSTIFICATIVA:

O Cordel, forma tradicional de nossa literatura popular, é escrito para ser lido e cantado. Feito em versos, com vocabulário acessível e estrutura rítmica cativante, a história corre como uma canção bonita. Sem nos darmos conta, a aventura já terminou. Essa forma de expressão popular apresenta uma riqueza cultural que pode ser explorada junto a nossos alunos, a partir da divulgação da produção cultural do povo e da região em que a escola está inserida.

O gênero "Literatura de Cordel" expressa em seus versos traços marcantes da diversidade cultural presente na sociedade brasileira: cada região tende a proclamar seu modo de viver, seus costumes, suas crenças em produções características de sua região. A primeira e mais importante constatação a respeito desta poesia, é que ela é uma expressão cultural do povo. Utiliza-se de sua linguagem, sua visão de mundo, seus problemas, suas lendas e seu cotidiano.

Para Freire (1988) é necessário que o indivíduo leia seu próprio mundo para depois decifrar as palavras, pois as mensagens que lê só têm significado quando se relacionam com o mundo à sua volta:


"A leitura do mundo precede a leitura da palavra (...) A velha casa, seus quartos, seu corredor, seu sótão, seu terraço – o sítio das avencas de minha mãe -, o quintal amplo em que se achava, tudo isso foi o meu primeiro mundo. Nele engatinhei, balbuciei, me pus de pé, andei, falei. Na verdade, aquele mundo especial se dava a mim como mundo de minha atividade perceptiva, por isso mesmo como mundo de minhas primeiras leituras. Os "textos", as palavras", as "letras" daquele contexto (...) se encarnavam numa série de coisas, de objetos, de sinais, cuja compreensão eu ia apreendendo no meu trato com eles nas minhas relações com meus irmãos mais velhos e com meus pais. (...) A decifração da palavra fluía naturalmente da "leitura" do mundo particular. (...) Fui alfabetizado no chão do quintal de minha casa, à sombra das mangueiras, com palavras do meu mundo e não do mundo maior dos meus pais. "O chão foi meu quadro-negro; gravetos, o meu giz". (FREIRE, 1988 , 11)




Aprender a ler e escrever num país como o Brasil significa lidar com os diferentes falares regionais, presentes numa dada sociedade, num dado momento histórico. Percebem-se muitos preconceitos decorrentes do valor social que é atribuído aos diferentes modos de falar, pois "é muito comum se considerarem as variedades linguísticas de menor prestígio como inferiores ou erradas". (BRASIL, 1998, 31); assim, a
Literatura de Cordel propõe como objetivo conhecer, recriar e expressar-se artisticamente respeitando as mais variadas culturas.


Objetivos gerais

  • Ler, produzir e interpretar cordéis
  • Ampliar o conhecimento dos educandos quanto à leitura e à escrita, explorando diferentes caminhos para a formação dos leitores.

Tempo de duração

O Projeto será realizado durante todo o segundo semestre

Conteúdos conceituais

  • Origens da Literatura de Cordel no Mundo e no Brasil, principalmente no Nordeste Brasileiro.
  • O papel da literatura de cordel na formação da cultura regional do povo nordestino
  • Principais Cordelistas brasileiros
  • O bairro e cidade onde está inserida a escola, sua origem - pesquisa
  • A linguagem do cordel: versos, estrofes, metro...
  • O que é xilogravura? Sua origem e inter-relação com a linguagem oral


Conteúdos procedimentais

  • Analisar a estrutura dos cordéis, observando sua organização em versos e a presença de rimas.
  • Identificar marcadores temporais e espaciais nos textos
  • Participar das interações que envolvam os usos da linguagem nas diversas situações do cotidiano escolar, escutando com atenção.
  • Ler e apresentar oralmente diferentes tipos de textos.
  • Contribuir para o desenvolvimento da oralidade dos educandos.
  • Desenvolver a competência comunicativa através de dramatizações de obras literárias.
  • Produzir livreto coletivo, fazendo o uso dos conhecimentos adquiridos durante o projeto.


Conteúdos atitudinais

  • Apreciar e valorizar o texto de cordel como manifestação popular.
  • Desenvolver comportamento leitor, valorizando diferentes gêneros textuais.
  • Desenvolver atitudes de escuta de textos, compreendendo seus possíveis significados e mensagens.
  • Perceber os muitos preconceitos decorrentes do valor social que é atribuído aos diferentes modos de falar.


Metodologia

  • Apresentação do gênero, literatura de cordel, através das leituras de algumas histórias, mostrando as gravuras, instigando a curiosidade dos alunos, destacando as características desse gênero.
  • Realizar pesquisas através dos sites pré-selecionados, guiados por um questionário para identificar a origem e os aspectos históricos da Literatura de Cordel.
  • Confecção de cartazes com os cordéis e xilogravuras para a diferenciação de cordel e quadrinha
  • Apresentar os principais nomes da Literatura de Cordel
  • Fazer um levantamento dos temas utilizados pelos cordelistas e discutir a forma como os apresentam.
  • Trabalhar a língua escrita e a linguagem do cordel
  • Ouvir diversos gêneros musicais que se utilizam de rimas (repente, Cordel do Fogo Encantado, rap...) relacionando com a literatura de Cordel
  • Recolher o material conseguido pela professora e pela turma, selecionando os que serão usados durante o desenvolvimento do projeto;
  • Pesquisar sobre o tema "Santos" para elaboração de folhetos de cordel.
  • Propor aos alunos que tentem expressar um tema qualquer na forma de versos;
  • Organizar uma exposição dos trabalhos na própria escola, imitando a disposição tradicional das feiras nordestinas.


Avaliação

A avaliação será feita ao término do Projeto, considerando as apresentações orais e escritas dos educandos durante o processo criativo.

Também serão levados em conta o interesse e a participação dos alunos nas diversas atividades.

Produto final

Como ponto de culminância do "Projeto Cordel – Refletindo e escrevendo nossa cultura" será na Feira Cultural do Colégio Átrio, onde teremos uma tarde de exposição dos trabalhos, imitando uma tradicional feira nordestina e convidando os visitantes a participarem do "Cordel coletivo"


Bibliografia

FREIRE, Paulo, A Importância do Ato de ler em três artigos que se

complementam, SP Cortez 1988

Vaz, Débora, Conviver, Língua Portuguesa 4° ano, Guia de recursos didáticos

para o professor, SP Moderna 2009


Sites para Pesquisa

http://uijoaquimgomes.blogspot.com

http://recantodasletras.uol.com.br

http://sites.google.com/site/projetosereflexoes

4 comentários:

Tony Gifs Javas disse...

OLÁ AMIGA, PEÇO PERMISSÃO PARA USAR ESTE SEU ESPAÇO PARA AVISAR SEUS VISITANTES COM BLOG QUE NO SITE WWW.TONYGIFSJAVAS.COM.BR HÁ UMA INFINIDADE DE UTILITARIOS, CALENDARIOS, RELOGIOS, CONTADOR DE VISITAS, COISAS E COISINHAS PARA BLOGS, BONECAS CANDYS, DOLLS E MUITAS OUTRAS, VISITE A PAGINA DE UTILITARIOS :=> www.tonygifsjavas.com.br/utilitarios_blogs.htm E PEGUE VARIOS UTILITARIOS GRATUITAMENTE A SUA ESCOLHA E DE VIDA AO SEU BLOGS. OBRIGADO PELO ESPAÇO.

lucinha disse...

esse projeto é riquissímo, pois leva
ao resgate deste gênero literario onde ,nos professores podemos explorar e trabalhar em sla de aula resgatando essa cultura do cordel no nardeste . esse projeto vai mim ajudar muito em sala de aula .bjs

Anônimo disse...

OLá colega , muito bom esse trabalho com cordel. Peço a sua permissão para testá-lo com meus alunos do sexto ano. Desde já parabéns e obrigada por disponibilizar tão rico trabalho conosco.

Camila Genaro disse...

Fique a vontade para utilizá-lo!
Realmente desenvolvi esse trabalho com muito carinho e os alunos aproveitaram cada instante das descobertas!