Mais Música!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Vamos falar de teoria um pouquinho?

Estamos com muitos concursos abertos e outros que vão surgir em breve, então resolvi fazer um resumão das Concepções de Aprendizagem para estudarmos um pouquinho e fazer relação entre os autores.

CONSTRUTIVISMO: O aluno deve construir o conhecimento!
NÃO é um método e sim uma concepção de aprendizagem.
"Toda criança é capaz de aprender quando são dadas as condições"

Sócrates foi o primeiro a falar sobre construtivismo e citava 3 entradas para o conhecimento e sua construção:

Maiêutica: Parto das ideias. Construir por conta própria.

Peripatético: Passeio pelo conhecimento. Construir pelo exemplo.

Irônia: Recurso para avaliar o aprendizado. A gente faz muito isso no nosso dia a dia. Fingimos que não sabemos para saber se o aluno internalizou o conhecimento.

Piaget provou a teoria de Sócrates e deu-lhe o nome de TEORIA DA EPISTEMOLOGIA GENÉTICA.
Segundo Piaget, o conhecimento é cerebral, biológico e temos 4 entradas para aprendizagem:

Assimilação: O conhecimento que entra a primeira vez no cérebro.
EX: Quando escutamos uma língua desconhecida, ficamos curiosos. O cérebro quer aprender coisas novas, ele é motivado, estimulado.
O construtivismo é uma maneira eficaz de despertar, motivar o aluno.
Vai ao encontro com o que Terezinha Rios diz: "O papel do professor é dar sabor ao saber".

Acomodação: Verificar os conhecimentos já existentes.
Vejam bem: conhecimento prévio não é conteúdo prévio!!!
O cérebro acomoda quando levanta hipóteses.

Equilibração: O cérebro de fato aprendeu. É aquele famoso "AH, ENTENDI!!!"
Segundo Vygostisky é a "internalização" do conhecimento.

Desequilíbrio: Provocar incertezas. O Ser Humano só aprende quando há dúvidas.
Este é o papel do professor: provocar contínuos desequilíbrios!

Piaget também fala sobre o PROCESSO CEREBRAL PARA GUARDAR O CONHECIMENTO:
Memória, Conexão e Sinapse.

Memória: como se fosse uma gaveta bagunçada com informações embaralhadas. Toda informação captada pelos nossos sentidos são depositadas na memória.
Memória NÃO é igual a competência que NÃO é igual a conhecimento!!!

Conexão: é o mediador entre a memória e a sinapse. Ou seja novamente o papel do professor e da escola, que com aprendizagem significativa transforma a informação em equilibrio.
Ausubel também fala sobre isso!!!

Dica: Pergunta de concurso;
Qual o papel do professor frente a Sinapse?
R: O professor tem que criar mecanismos práticos e educativos interessantes, pois ele faz a conexão entre a memória e a sinapse.

FASES DO DESENVOLVIMENTO segundo Piaget:
Todas as pessoas passam por 4 fases:

0 a 2 anos - fase dos sentidos. Sensório motor. Desenvolvimento da linguagem e do pensamento.

3 a 7 anos - Pré Operatório. Imita os adultos. Aprende a mentir. É a fase criativa e que desenvolve o juízo moral, sabe o que é certo e errado.

7 a 11 anos - operatório Concreta. Já é um adulto em miniatura, sabe fazer tudo, porém de forma concreta. Com exemplo prático. Desenvolvimento da personalidade.

Após os 11 anos - Operações formais. Já conseguem abstrair. As meninas amadurecem mais rápido. Só acaba de fato a fase concreta entre os 15 anos para as meninas e mais ou menos 16 para os meninos.

Nenhum comentário: