Mais Música!

terça-feira, 8 de julho de 2008

Dia dos Pais (algumas dicas)


RECEITA PARA TODOS

Vide Bula


PAI – UM SANTO REMÉDIO

APRESENTAÇÃO – PAI vem em embalagens de diversos tamanhos e pesos.

USO – Adulto e pediátrico

COMPOSIÇÃO

Cada 100 gr. De PAI possui em média:
*10gr. De carinho,
*10gr. De compreensão,
*10 gr. De sinceridade,
*10gr. De paciência,
*0,0003gr. De broncas e
*50 gr. De muito amor com firmeza...

PRAZO DE VALIDADE – PAI tem prazo de validade indeterminado.

INDICAÇÕES – Recomenda-se o uso de PAI caso sejam verificados sintomas como: mau humor, brigas com o(a) namorado(a) . Decisões importantes, dúvidas cruéis, falta de grana, carência afetiva, falta de carro, baixo astral.

CONTRA INDICAÇÕES – PAI não deve ser administrado em caso de notas baixas.

PRECAUÇÕES: Este produto pode causar dependência. Cuidados na interrupção no tratamento (principalmente nas férias). O uso prolongado de PAI, às vezes parece prejudicial, pode interromper bruscamente o tratamento, inclusive por motivo de viagem. Os primeiros dias de ausência do PAI, parecem maravilhosos mas crises agudas são freqüentemente detectadas.Volte logo ao uso.

POSOLOGIA:

CRIANÇAS E ADOLESCENTES – use e abuse de PAI, quanto mais usar, melhor.
ADULTOS – “Não fique acanhado”, não é vergonha nenhuma usar o PAI depois de crescido. E lembre-se ”PAI é como pijama. Quanto mais velhinho, mais macio fica.”

ESTE MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO AO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Siga corretamente o modo de usar.Se não desaparecerem os sintomas, procure orientação de MÃE.
(Autor desconhecido)



CARTA DE UM PAI PARA SEU FILHO

Quando derramar comida sobre minha camisa e esquecer como amarrar meus sapatos, tenhas paciência comigo e lembra-te das horas em que passei te ensinando a fazer as mesmas coisas. Se quando conversares comigo, eu repetir as mesmas histórias, que sabes de sobra como terminam, não me interrompas e me escute.
Quando eras pequeno, para que dormisses, tive que te contar milhares de vezes a mesma história até que fechasses os olhinhos.
Quando estivermos reunidos e sem querer fizer minhas necessidades, não fiques com vergonha. Compreendas que não tenho culpa disso, pois já não as posso controlar. Penses, quantas vezes, pacientemente, troquei tuas roupas para que estivesses sempre limpinho e cheiroso.
Não me reproves se eu não quiser tomar banho, sejas paciente comigo. Lembra-te dos momentos que te persegui e os mil pretextos que inventava pra te convencer a tomar banho.
Se em algum momento, quando conversarmos, eu me esquecer do que estávamos falando, tenhas paciência e me ajude a lembrar. Talvez a única coisa importante pra mim naquele momento seja o fato de ver você perto de mim, me dando atenção, e não o que falávamos.
Se alguma vez eu não quiser comer, saibas insistir com carinho. Assim como fiz contigo. Também compreendas que com o tempo não terei dentes fortes, e nem agilidade para engolir.
E quando minhas pernas falharem por estar tão cansadas, e eu já não conseguir mais me equilibrar... Com ternura, dá-me tua mão para me apoiar, como eu o fiz quando tu começastes a caminhar com tuas perninhas tão frágeis.
E se algum dia me ouvires dizer que não quero mais viver, não te aborreças comigo. Algum dia entenderás que isto não tem a ver com teu carinho ou com o quanto te amo.
Sempre quis o melhor para ti e sempre me esforcei para que teu mundo fosse mais confortável, mais belo, mais florido.
Não te sintas triste ou impotente por me ver assim.
Não me olhes com cara de dó.
Dá-me apenas o teu coração, compreenda-me e me apoie como o fiz quando começastes a viver. Isso me dará forças e muita coragem.
Da mesma maneira que te acompanhei no início da tua jornada, te peço que me acompanhes para terminar a minha.
Trata-me com amor e paciência, e eu te devolverei sorrisos e gratidão, com o imenso amor que sempre tive por ti.

Assinado: Teu Pai



PEZINHOS TROCADOS

ERA UMA VEZ ,COMO MUITAS OUTRAS VEZES...VIVIA, NUMA CIDADE MODERNA, UM PAIZINHO QUE SE LEVANTAVA MUITO CEDO E CHEGAVA MUITO TARDE DO TRABALHO.
ELE QUASE NÃO VIA OS SEUS MUITOS FILHOS ACORDADOS PARA CONVERSAR, COMO FAZIAM OS PAIS E OS FILHOS ANTIGAMENTE.
SEM JAMAIS TER SE CONFORMADO COM A FALTA DOS PULOS DOS FILHOS NO SEU PESCOÇO, QUE QUASE O LEVAVAM AO CHÃO, E DE SER PUXADO POR OUTROS PELAS MÃOS, PENSOU EM COMO SUBLIMAR ESSE DESEJO DE CONVERSAR COM OS FILHOS, ACARICIÁ-LOS AO SAIR E AO CHEGAR.
COMBINOU COM AS CRIANÇAS QUE , QUANDO PARTISSE PARA O TRABALHO E AO RETORNAR, ALÉM DE BEIJAR SEUS ROSTINHOS, TROCARIA OS PEZINHOS DE SEUS CHINELINHOS DE LUGAR.
COM ESSE GESTO, ESTARIA DIZENDO:- PAPAI AMA MUITO VOCÊS, SEJAM OBEDIENTES, FELIZES E SORRIDENTES, TENHAM UM BOM DIA, DEUS OS ABENÇOE, FILHOS QUERIDOS.
E QUEM ENCONTRAR SEUS CHINELINHOS DESEJARÁ UM BOM DIA AO SEU IRMÃOZINHO.
OS FILHOS JÁ ACORDAVAM RINDO, PORQUE PROCURAR SEUS CHINELOS ERA COMEÇAR O DIA BRINCANDO.



DIA DOS PAIS

Objetivos:
-Valorização da figura paterna;
-Estimular a expressão da linguagem oral;
-Reconhecer as qualidades dos pais;
-Desenvolver a criatividade da criança;
-Estimular o raciocínio e a atenção;
-Relacionar-se com a figura paterna ou a ausência dela.

Desenvolvimento
Algumas atividades:

-Para começar, lembre às crianças da data que se aproxima.
-Pergunte as crianças o que gostam de fazer com seus pais. Pode ser interessante ter previamente recortadas algumas imagens de cenas e objetos para ilustrar a discussão (bicicletas, pais com filhos brincando no parque, uma família tomando café da manhã, etc.). Quanto mais idéias surgirem neste momento, melhor, pois as idéias de uma criança podem ajudar a outra a se lembrar de momentos gostosos.
- Sugira que as crianças entrevistem os pais. Elas podem perguntar qual é o esporte preferido dele, o prato que mais gosta, qual o lazer favorito e que revistas ou jornais ele lê.
- Promova dramatizações da profissão dos pais. As crianças podem também realizar pantomimas representando o pai triste, zangado ou alegre.
- Explore canções, poemas e livros que falam da figura paterna.

- Monte mural ou cartazes
- Confeccione cartões, diplominhas, acrósticos com o nome do papai, jogo da memória;

- Estimule as crianças a desenharem seus pais ou famílias;

- Incentive-as a confeccionarem lembrancinhas para presentear os pais, como marcadores de página, em que as crianças;desenham e escrevem o que quiserem. Pode-se também, colocar uma foto ou desenho da criança nele. Desenhos para ao papai;

- Trabalhar a figura humana do pai, Orar pelos Papais da creche;

- Cantar, recitar e fazer atividades de recorte, modelagem, desenho livre ou pintura, ligados ao tema.




Autoria: wata-eh-legal.blogspot.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Adorei suas mensagens!!!!!